Pesquisar neste blog

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Sim ! Ainda há bons lugares para se viver…

Best places to LiveA eterna busca pelo lugar certo, definitivo, o destino final para se viver. Esta busca é uma daquelas coisas que o ser humano cria, e que são um fim em si mesmas, ou seja não se objetiva de fato encontrar o tal lugar, mas sim, seguir buscando por ele, mantendo assim  acesas chamas, sonhos que dão energia para seguir em frente. A Consultoria Mercer fez uma pesquisa, envolvendo 250 cidades do mundo, visando “descobrir” qual seria, ou quais seriam as melhores cidades do mundo para se viver… o resultado foi o seguinte : 

    • Viena : Ambiente saudável, seguro, a maior oferta de bens de consumo e serviços do mundo e bons serviços de saúde e “estabilidade”;
    • Zurique : Excelente serviços de saúde, excelente saneamento, centro financeiro da Europa, e claro, tudo isto com baixíssimos impostos, são os atrativos de Zurique;
    • Genebra : Centro da diplomacia mundial, depois de Nova York, é a Capital da Paz. Tem apenas 183 mil habitantes, e talvez Salão Internacional do Automóvel mais famoso do mundo;
    • Vancouver : 578 mil habitantes, clima muito bom, diversidade cultural, excelentes serviços públicos e bastante segurança;
    • Auckland : Embora não seja a capital da Nova Zelândia, Auckland é a cidade mais importante do país, tem 1,3 milhão de habitantes. É um centro de ensino de inglês, recebendo alunos do mundo todo. De fato na pesquisa, empatou com Vancouver em 4o lugar.
    • Düsseldorf : Terra Alemã da publicidade, são mais de 400 agências por lá. São 586 mil habitantes, e tem além da publicidade, o mercado de luxo é outro ponto forte, Lóreal e Mercedes tem fábricas por lá.
    • Frankfurt : Centro econômico da União Europeia, é também a sede do Banco Central Europeu e mais 300 instituições financeiras multinacionais, tem ainda a maior bolsa de valores é a 4a maior do mundo. 670 mil habitantes, com excelentes serviços de transportes, saúde e educação. Terra de Goethe é também centro de cultura universal e da teoria social multidisciplinar com  a Escola de Frankfurt.

    • Munique : Dona da “Oktoberfest”, a original, é um destino dos mais procurados na Alemanha, e empatou com Frankfurt nos quesitos avaliados. Com 1,37 milhões de habitantes, também goza de bons serviços públicos, é também polo cultural sendo casa de importantes filarmônicas da Europa, museus, teatros e centros culturais.

    • Berna : Capital da Suíça, tem apenas 127 mil habitantes e grande importância histórica, é patrimônio cultural mundial da Unesco com seu acervo urbano da idade média. Foi, por exemplo, palco da apresentação, em 1905, por Einstein da teoria da relatividade geral. Sem violência e com excelentes serviços públicos, aliás, como todas da lista.

    • Sydney : Metrópole global, importante centro financeiro e empresarial da Austrália, com mais de 500 sedes regionais de grandes companhias multinacionais. Como 4,4 milhões de habitantes, oferece excelentes condições de vida para seus habitantes, é também conhecida por seus belos cartões postais. Os destaques são as praias de Bondi e Manly, a Baía de Sydney e a "Sydney Opera House", edificação mais conhecida da Austrália.

O ponto comum, a priori, são excelentes serviços públicos e a distância do Brasil….

Ficou com vontade de mudar de ares… pois é, ainda há bons ares por aí. Se nenhuma das 10 opções acima te agradou, clique aqui e veja a lista com 50 cidades.

Nenhum comentário: