Guerra é Guerra

Este episódio, e seus efeitos (medidos pelo menos até agora) mostram muito bem como o brasileiro vê o processo eleitoral. A ética não está no centro das discussões. Aliás, as propostas apresentadas e a qualidade das propagandas não permitiram a este processo eleitoral ter um centro de discussões. É como se levado pela maioria, pairasse no ar um sentimento de que está tudo muito bem, e que se mais ou menos mantivermos assim está muito bom.

Não parece claro ao eleitor que os valores éticos sejam muito diferentes de parte a parte. O eleitor vê muito de si mesmo nestes eventos, é como se ele fizesse em muitos casos o mesmo se colocado na mesma situação. Falta uma proposta de contestação, ambos candidatos líderes das pesquisas apresentam mais ou menos a mesma linha, e não são capazes de serem incisivos nos pontos onde divergem.

Perde-se a Guerra, mas vence-se a batalha.

Comentários

Postagens mais visitadas