Pesquisar neste blog

terça-feira, 1 de março de 2011

Sai de cena Tio Sam… entra o Tio Chan

O colapso do mundo árabe tem um vencedor, a China. Entre tantos vencedores os chineses comemoram a “saída do foco”, aproveitando que o mundo tem mais com o que se preocupar neste momento.

Foram várias notas nas últimas semanas, dando conta da expansão do “domínio” Chinês pelo mundo. Eu escolhi uma que saiu na quinta-feira passada, noticiando que investidores chineses aumentam, silenciosamente, sua participação em empresas japonesas - veja aqui - para ilustrar este texto.

“Ah”, dirá alguém, “mas já vimos o Japão, os EUA, um monte de gente fazendo isto, isto é coisa do mundo global”. Pois eu insisto que não é a mesma coisa, há uma uma singela diferença em relação a tudo que já vimos fazerem os ingleses, americanos, japoneses, alemães, indianos, etc. A diferença é que os Chineses estão executando tudo como uma estratégia de estado, e não como iniciativas isoladas…

Isto fará toda a diferença no resultado final. Enquanto o mundo se preocupa com os direitos trabalhistas dos trabalhadores e regime autoritário dos chineses, eles estão comprando o mundo, com o nosso dinheiro que chega até eles via práticas comerciais das mais escusas que se tem notícia.

Por mais que isto seja a lei da selva, sempre há uma ponta de dúvida sobre o que eles farão com tanto poder. O que sabemos, e podemos afirmar, é que eles não são democratas, nem comunicativos e muito menos se preocupam com o que pensamos sobre eles.

Tio Sam, Tio San, Tio Fritz, Tio Zé.… coloquem suas barbas de molho, Tio Chan vai te pegar.

Nenhum comentário: