Pesquisar neste blog

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Golpe do Estado x Golpe de Estado

Não foi um Golpe de Estado, porque respeitou os estatutos e as regras previamente definidas, foi um Golpe do Estado, de mestre ou não, cabe discutir, mas legítimo e isto não cabe discutir.

Acionistas escolhem quem querem administrando seus negócios, isto é direito e é assim no mundo inteiro.

Acima do presidente, há um conselho de administração, que é quem conduz ou não um nome ao cargo de presidente da companhia.

 

Na Vale este conselho tem 11 cadeiras, assim distribuídas :

  • 4 cadeiras da Previ
  • 2 cadeiras do Bradesco
  • 2 cadeiras da Japonesa Mitsui
  • 1 cadeira do BNDES
  • 1 cadeira dos acionistas minoritários
  • 1 cadeira dos empregados

Com Previ e BNDES o governo tem cinco cadeiras, faltava uma para que tivesse a maioria, e o governo negociou e convenceu as duas cadeiras do Bradesco a votarem do seu lado, fomando assim a “base de apoio” para a mudança. Negociou, convenceu, obteve maioria e fez valer sua vontade, e isto é o que Vale.

Pode-se discutir se o governo deve ou não ser um dos donos, mesmo que de forma “indireta”,da Vale. Mas não pode-se discutir o governo querer alguém de sua confiança presidindo-a.

Nenhum comentário: