Pesquisar neste blog

terça-feira, 3 de maio de 2011

Informadose de overmação ...

Vivemos a era da informação, democrática e abundante… Talvez por este fato, surge a pergunta : Como lidar com tantas informações ? Como administrar tanta informação com eficiência e transformá-la em algo útil aos meus propósitos.

Eu tenho comigo que a raça humana já está se adaptando, basta ver a forma como as nova gerações se relacionam com as diferentes mídias e conteúdos, são muittarefas e mais superficiais, na verdade não gastam tempo com os detalhes ou as informações que não lhes interessa, vão até o ponto que julgam ser necessário e abandonam o assunto a partir deste ponto.

Tomás, colaborador assíduo e sujeito antenado que é sofre com este bombardeio, e como muitos vê o dilema da disponibilidade de conteúdos x o tempo disponível para ‘consumi-los’.

Neste domingo que passou, acho que a situação passou dos limites o que o levou a produzir o texto abaixo. Boa leitura…

Por : Tomás Manzano

Fatos demais, canais de televisão demais, imagens demais, teclas demais, emails de mais...

Mais gravações digitalizadas de diferentes apresentações da Quinta Sinfonia de Beethoven do que o próprio Beethoven jamais poderia ter ouvido em toda a sua vida.

Que canseira. Coisas demais para ter que escolher!

Sentimo-nos atordoados por esse excesso de informação, sem tempo de ler o que gostaríamos, sufocados pela avalanche que chega via jornais, revistas, rádio, TV e internet.

Uma simples edição de hoje da Folha de S. Paulo contém mais informações do que um habitante do século XVII recebeu durante toda a sua vida!

E a ansiedade só cresce...

Chegou finalmente o domingo! Terei para ler dois jornais e uma pilha de revistas (de publicidade, de administração, de gestão de pessoas, de classificados de imóveis, de informática, de fotografia, de veículos e de outras tantas variedades), além de todo o clipping do setor em que trabalho, acumulado durante a semana. Trouxe para casa também 3 livros novos que comprei esta semana, para se juntar à dezena de outros que estão há meses na fila à espera para serem lidos. Passei na locadora e aluguei dois filmes imperdíveis, que todos já viram menos eu. Além disso, pretendo colocar em dia os vários emails atrasados, que estão aguardando resposta há dias. Tem ainda os slides de duas apresentações que fiquei de preparar, dois textos para publicação aqui no Blog do Dalbi, um churrasco de aniversário para ir e um espetáculo teatral excelente que, é claro, já está nos últimos dias na cidade.

Quanto mais informações obtemos, mais ficamos sabendo da existência de novas fontes de informação!

Reflexão interessante, fez o Herbert Simon (vencedor do prêmio Nobel de Economia): que diz:

“O que a informação consome é bastante óbvio: consome a atenção do receptor. Daí, uma riqueza de informação cria uma pobreza de atenção e uma necessidade de alocar eficientemente a atenção em meio a uma superabundância de fontes de informação que podem consumi-la.”

Nenhum comentário: