Pesquisar neste blog

quarta-feira, 27 de julho de 2011

A essência da corrupção

Diz por essência aquilo que constitui as propriedades imutáveis de alguma coisa, aquilo que é o cerne da coisa. A existência e a experiência agregam e retiram partes, alterando as coisas, mas a essência não pode ser mudada, por isto é a essência. Nesta mesma linha, essencial é o que provém da essência, ou seja, aquilo que realmente interessa, a parte imutável das coisas são suas partes essenciais.

A corrupção é uma prática, um modelo de vida e de administração. Não se vê corruptos que lesem seus próprios interesses, pois a essência da corrupção e se lesar outrem em benefício próprio.

No DNIT a corrupção não para de revelar participantes, já foram 19 demissões no DNIT, imagine você que independentemente de roubar ou não, eles eram em 19, e ainda dizem que faltam muitas demissões… Pelo visto a corrupção já começa no organograma.

Nenhum comentário: