Pesquisar neste blog

Carregando...

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Quanto vale um quilo ?

O quilograma é a massa equivalente a um padrão composto por irídio e platina que está localizado no Escritório Internacional de Pesos e Medidas na cidade de Sèvres, França desde 1889. Ele é um cilindro eqüilátero de 39 mm de altura por 39 mm de diâmetro. Esta é a definição que encontramos na Wikipedia (veja aqui a definição completa). Mas como tudo vida, esta exatidão científica nem sempre é suficiente para explicar as coisas, há quilos e quilos. Tem até a ‘pegadinha’ sobre o que pesa mais ? Um quilo de algodão ou um quilo de chumbo ? Ora, um quilo é um quilo, tanto faz do que seja… Certo ? Mais ou menos, veja a lista abaixo de alguns quilos especiais que podemos encontrar por aí…

  Fonte : UOL

PIGNOLI - ATÉ R$ 952/kg
O molho pesto no Brasil dificilmente será como o da Itália se depender do preço do pignoli. A pequena castanha -usada na receita tradicional do molho, ou no quibe e no arroz árabe- chega a custar R$ 952 o quilo. Por isso costuma ser substituída por nozes. A embalagem com 50 gramas da marca Best custa R$ 47,60 no Pão de Açúcar -ou seja, um quilo do produto custaria R$ 952. Vendido a granel, o quilo do pignoli sai por R$ 160 no Empório Petali, e R$ 220 na Casa Santa Luzia. Por que é tão caro? Extraído de um pinheiro, o pignoli é da região do Mediterrâneo e difícil de ser cultivado em outras regiões.

PRESUNTO PATA NEGRA - ATÉ R$ 782/kg
Considerado um dos melhores do mundo, o presunto cru ibérico pata negra é feito da carne do porco de pés pretos, que no fim da vida é alimentado com a castanha de uma árvore, chamada bellota. Isso confere um gosto diferente à carne. É produzido principalmente na Espanha e em alguns locais de Portugal. Na Casa Santa Luzia, o produto da 5J é vendido por R$ 782 o quilo. Já o pata negra Ibéria é vendido lá por R$ 443. No Empório Petali, o pata negra da Beher, curado por 44 meses, custa R$ 380 o quilo.

LOMBO DE BACALHAU GADUS MORHUA - ATÉ R$ 125/kg
Gadus Morhua é o nome que se dá ao verdadeiro bacalhau. O peixe que vive nas águas frias do Oceano Atlântico, nas regiões do Canadá, e no mar da Noruega. A parte mais nobre é o lombo, cujo quilo custa R$ 77 na Casa Santa Luzia e R$ 125 no Empório Petali. O segundo melhor bacalhau é o Gadus Macrocephalus. Outras alternativas mais baratas são peixes como Ling, Saithe e Zarbo.

OVAS DE SALMÃO - ATÉ R$ 500/kg
As ovas de peixe são uma iguaria de luxo, usadas como aperitivo, para enfeitar pratos e, principalmente, na culinária japonesa. Oficialmente, a denominação "caviar" era reservada às ovas de esturjão não-fertilizadas, muito raras -e caras. O mercado acabou aceitando também "caviar" de outros peixes, como o salmão. O quilo das ovas de salmão dos EUA custa R$ 500 na Casa Santa Luzia; a chilena custa R$ 359 o quilo. No Empório Petali, uma porção de 100 gramas de ovas de salmão da marca Damm custa R$ 38,50 --o equivalente a R$ 385 o quilo.

TRUFAS BRANCAS - ATÉ R$ 20 MIL/kg
A trufa é um cogumelo subterrâneo e comestível, apreciado pelo seu sabor e aroma peculiar. Ela é cara porque não pode ser cultivada, apenas "caçada" por animais farejadores, e só durante três meses por ano (setembro a dezembro), em algumas partes da Europa. As melhores são as trufas frescas brancas, que só chegam ao Brasil de outubro a dezembro -ou, então, em conserva. É a época em que restaurantes italianos fazem seus festivais de trufas. "Este ano, a gente deve vender o quilo da trufa branca a R$ 18 mil ou R$ 20 mil", diz Carlos Gonçalves, da Casa Santa Luzia. Quem compra? "O 'gourmet', que compra uma bolinha de 20 gramas, no máximo 50 gramas, junta os amigos e faz um macarrão ou risoto".

PRODUTOS COM TRUFAS - ATÉ R$ 717/kg
Se as trufas são caras, todos os produtos que contêm trufas também são. No Empório Petali, são vendidos alguns produtos da marca italiana Giuliano Tartufi. O pote de 200 gramas do sal com trufas custa R$ 79,50 -ou seja, R$ 397,50 o quilo. A manteiga de trufas brancas custa R$ 129,90 num pote de 230 gramas -R$ 561 o quilo. Já o molho trufado da mesma marca é vendida a R$ 129 no pote de 180 gramas -o equivalente a cerca de R$ 717 o quilo.

QUEIJOS DE LEITE DE OVELHA - ATÉ R$ 308/kg
Os queijos mais caros são, normalmente, fabricados com leite de ovelha, animal que produz entre um terço e um quarto da quantidade produzida por uma vaca. Como para fabricar um queijo é preciso muito leite, um queijo de leite de ovelha acaba custando caro. Cremoso por dentro, o queijo Serra da Estrela é produzido na região de mesmo nome, em Portugal, e tem selo de controle de origem. É vendido por R$ 110 o quilo no Empório Petali. Mais curado, o queijo pecorino tem uma versão importada da Itália, com trufas, vendida a R$ 308 o quilo na Casa Santa Luzia.

MANGOSTIN - ATÉ R$ 79/kg
De nome e aspecto curioso, o mangostin (ou mangostão, como também ficou conhecido) é nativo da Ásia e cultivado em regiões tropicais. No Brasil, seu cultivo principal é nas regiões Norte e Nordeste. De casca grossa e roxa, a fruta tem gomos brancos e suculentos. Uma pesquisa da Esalq mostrou que a fruta tem uma boa distribuição de nutrientes e alto poder antioxidante. Na Casa Santa Luzia, o quilo da fruta é vendido por R$ 79 em setembro.

FRUTAS VERMELHAS - ATÉ R$ 146/kg
Frutas como framboesa, amora e groselha costumam ser importadas dos EUA ou do Chile por causa do clima e, por serem muito delicadas, têm de vir de avião. "Elas não são tão caras lá, mas, por causa do frete aéreo e dos impostos, o preço sobe para nós", diz Carlos Gonçalvez, gerente da Casa Santa Luzia. Ele explica que há produção dessas frutas na região Sul, mas ainda não é suficiente para atender o país. Na loja, o quilo da amora é vendido a R$ 120 e o da framboesa, a R$ 146.

PISTACHE E FRUTAS SECAS - ATÉ R$ 135/kg
Bastante conhecido por dar nome a um sabor de sorvete, o pistache também é consumido como aperitivo e usado em doces árabes ou para dar sabor a embutidos, como a mortadela. O melhor pistache é importado do Irã, mas o produto também vem dos EUA, e o Chile começa a entrar na produção, explica Carlos Gonçalves, gerente de loja especializada. Na Casa Santa Luzia, o quilo do pistache é vendido a R$ 135. Outras frutas secas também têm preços elevados. A castanha de caju é vendida a R$ 72 o quilo e o damasco americano, a R$ 98 o quilo

Nenhum comentário: