Pesquisar neste blog

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Ideia de empreendedor - 2

Seguindo a série sobre empreendedorismo… No primeiro post eu falei sobre a necessidade da venda, ou seja, empreendimento que não vende, não existe (veja aqui).

Neste post, quero falar de outro ponto importante, o seu papel no empreendimento. Se você não tiver claramente definido qual será seu papel, não empreenda, pois ficará maluco.

Como assim ? Por que ?

É simples, porque as pressões, tentações e diferentes situações te farão querer a cada dia ser e fazer uma coisa diferente para seu negócio, e isto não é bom nem para você e nem para o negócio. Um empreendedor que não tem uma estratégia clara, muda o “rumo da prosa” muitas vezes ao longo do tempo, e deixa sem entendimento do negócio seus colaboradores, clientes e fornecedores. Estas mudanças de rumo costumam acontecer atreladas a fatos isolados, por exemplo, define-se que o modelo de vendas será de uma determinada forma, e quando ocorre a primeira reclamação de um cliente, você muda tudo para estancar aquele problema. Isto é errado, você deve buscar a solução dentro do modelo e do processo estabelecido, e não inventar uma mágica ao primeiro sinal de problema. É, plagiando nosso ex-presidente, como um time de futebol que não tem claramente definido seu desenho tático, ora o lateral pega o meia, ora pega o ponta, e ao final já viu, não pega ninguém. Tem que ter um desenho só, claro, e ser suficientemente aberto a melhorá-lo sempre, e sempre, e sempre. Mas melhorá-lo sempre, não é mudá-lo sempre para adequá-lo a situação que está acontecendo. Oriente seus negócios aos processos, e não aos fatos, tenha uma estratégia, uma crença, uma meta, e melhore os processos sempre com vista a atingir esta meta. Não se desespere com as críticas muito duras, e nem relaxe com os elogios exagerados.

Lembre-se, segundo os sábios mestres chineses, “Quando um arqueiro dispara, e acerta o alvo, não foi a flecha que acertou o alvo, mas sim o alvo que acertou a flecha”.

Nenhum comentário: