Pesquisar neste blog

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Eu até que tentei, mas não consegui condenar a ação na cracolândia…

Nota rápida, pois já ensaiei demais e nada consegui produzir para poder postar aqui… Ouvi opiniões de todos os lados, muitas, talvez as que mais repercutiram, condenando a ação da polícia na cracolândia. E depois de tanto ouvir (para o bem da verdade, admito que não foi tanto assim), eu juro que me esforcei, mas definitivamente ainda não atingi a elevação de espírito e entendimento das coisas para conseguir condenar o que foi feito. Tratava-se de um espaço público, tomado por gente doente, mas que segundo minha mediocridade, não ganham mais direitos pelo fator de serem doentes, logo também devem respeitar o que é público.

 

Não consigo conceber que os direitos de todos a quase tudo, sejam as pessoas pertencentes a minorias ou a maiorias, venha antes do dever de todos com as responsabilidades mínimas exigidas para uma vida harmônica em sociedade, não consigo admitir uma ‘cidade paralela’ formada e aceita sob a égide da doença social, perdoem-me os mais elevados, os que conseguem entender isto, mas para mim foi tudo muito bem feito, aliás quase bem feito.

Fiquem a vontade para me convencer do contrário, sozinho, admito, não fui capaz.

Clique aqui e veja você também a quantidade de ‘repercussões’.

Um comentário:

MY disse...

Na minha opinião, a solução desse problema seria começar a legalização, de forma moderada mas, seria o primeiro passo, acabaria c/ a figura do traficante, e seus meios valiosos de renda...