Pesquisar neste blog

sexta-feira, 16 de março de 2012

Sexta-feira com pressa, compressa, sem pressa, sempre essa

Talvez o dia mais esperado, certamente o dia mais desejado. A cada sensação uma ilusória impressão de liberdade. Tudo que é de verdade parece estar longe, na segunda…

Saber das coisa é para a semana, no fim de semana não adianta saber de nada. Aliá, nunca soube ver. Nunca precisei saber. Quantas vezes fui explicar, tantas vezes quis perguntar.

Cansei de ser sábio, mas cansei mais de ser surdo. Ouço a sandice em prol de poder dizer minha verdade.

Que a verdade seja dita, e a sandice… bem a sandice, que seja vivida.

Fonte : Autor desconhecido.

Nenhum comentário: