Pesquisar neste blog

terça-feira, 15 de maio de 2012

Mudou a cor do pasto, o burro passa fome

Ditado antigo, mas que ilustra muito bem a discussão que surgiu sobre a cor do saibro em Madri, que ao invés do tradicional marron, trouxe um azul a la Aberto dos EUA nas suas quadras de saibro. Não deixa de ser curioso, e também mais uma mostra de que nosso cérebro é maravilhos, tão maravilhos que assume para si tudo aquilo que impomos a ele como nossos usos e costumes, rejeitando, neste caso, uma ‘simples’ mudança de cor do saibro.

Veja o que escreveu Meligeni em seu blog…

O saibro azul é uma piada de mau gosto

Que me desculpe o Ion Tiriac. Que me desculpe a ATP e o patrocinador do torneio, mas a quadra azul de Madri é patética.

Aqui não cabe uma crítica apenas ao visual que quebra todas as tradições do nosso esporte e mais parece uma quadra rápida do que de saibro, mas também como diria o Tite a jogabilidade dela.

Assisti os dois primeiros jogos do dia do Troiki e agora o jogo do Almagro e fica claro que parece que os jogadores estão pisando em ovos. Em nenhum momento vemos os jogadores fincando o pé para bater e nas conhecidas escorregadas que são tão tradicionais. Percebo que eles não se sentem a vontade.

Claramente jogadores estão metendo mais a mão na bola e jogando dentro da quadra. Alguns podem dizer que tenista se adapta e consegue jogar, mas será que em um Master 1000 colado em grandes eventos os jogadores têm que fazer essa adaptação?

Achei uma jogada de marketing muito egoísta e sem pensar em jogadores. Querendo ou não os artistas e pessoas mais importantes do torneio são os atletas e mais uma vez os diretores dos torneios passaram por cima dos jogadores.

Bom, acho que é isso. Essa é minha opinião. Gostaria de saber a sua.

Um abraço e ótima semana a todos.

Nenhum comentário: