Pesquisar neste blog

sábado, 19 de maio de 2012

Regras para um bom diálogo

Eu usei estas regras nesta semana, para melhorar alguns diálogos que não iam bem. Segue para conhecimento de todos …

Os seres humanos podem divergir quanto as suas idéias e mentalidades, isso é natural, e temos a obrigação moral e religiosa de respeitar as opiniões diferentes e pensamentos diferentes e consideram que os diferentes pensamentos poderão desenvolver melhor o convívio entre as pessoas.

Regras e normas para o diálogo:

. Escolha o momento adequado;

. Tenha conhecimento do assunto do diálogo;

. Reconheça que as pessoas não são iguais na compreensão;

. Não confisque o tempo da fala e deixe os outros falarem também;

. Saiba ouvir e não interrompa quem fala;

. Policie a si mesmo;

. Fale de uma forma clara;

. Dê exemplos e utilize estórias para aproximar as idéias;

. Explore os pontos comuns;

. Saiba parar no momento exato, se o diálogo não for frutífero;

. Não perca o controle emocional;

. Diga não sei, quando não saber;

. Reconheça o seu erro;

. Não seja radical;

. Seja fiel ao assunto do diálogo;

. Certifique-se quanto às informações a apresentar;

. Respeite o outro lado;

. Nem tudo pode ser dito em determinadas situações;

. Diferencie entre a idéia e seu portador e não confunda os dois;

. Seja justo;

. Chame as pessoas pelo melhor nome;

. Use argumentos firmes;

. A diferença deve trazer amor e não ódio;

. Tente chegar num resultado;

. Não se irrite;

. Não aumente a sua voz mais do que necessário.

Um comentário:

Marcos C Ribeiro disse...

Caro Dalbi,

Gostei das regras e admito que tento usá-las sempre.
Gostei da ultima frase.
Nos ambientes que eu chamaria de "socio-profissionais " estas regras são mandatórias para saúde e estabilidade dos dialogantes ! Mesmo se um deles for o chefe !
Por outro lado no ambiente mais familiar por vezes o nível de emoção é dominante e poranto vez por outra há que deixar a emoção fluir um pouco e depois retomar.
Vou continuar a treinar estas regras !
Abração
Marcos