Pesquisar neste blog

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Sai o Pluralismo e entra o idividualismo na política

Marina Silva decidiu fundar um novo partido. Assim como Kassab fez uns tempos atrás. Estranho não acham ? Eu acho.

Não sei se você sabe, arrisco a dizer que certamente você não sabe, hoje temos 30 partidos políticos diferentes registrados no TSE (veja aqui se tiver curiosidade) .

Mesmo tendo todos estes partidos, Kassab e Marina, não se ‘encaixaram’ com a ideologia e propostas políticas de nenhum ? Certamente nem olharam para isto para tomar sua decisão, o que acontece de fato é que estes movimentos comprovam a falta de identidade dos partidos, e a característica brasileira de votar na pessoa e não nos pensamentos que ela representa.

Os políticos por sua vez, se aproveitam desta tendência e evitam com debates e discussões dentro de suas legendas, empobrecendo por demais todo o processo político e democrático, pode apostar nisto. Ninguém, a não ser os interesses individuais, ganha com decisões de fundar novos partidos ao primeiro sinal de divergência ou de conflito de interesses.

Mas ainda sou um crente de que o amadurecimento político virá cedo ou tarde, e pesquisas como a que o IBOPE a pedido do Jornal Estado de São Paulo,  comprovam que os eleitores já acusaram o golpe, mostrando que, no final de 2012, 56% das pessoas disseram não ter nenhuma preferência partidária, contra 44% que apontavam preferência por alguma legenda. Em 1988, 38% das pessoas diziam não ter um partido da sua preferência enquanto 61% tinham sua preferência declarada.

Nenhum comentário: