Pesquisar neste blog

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Manifesto de quem perdeu a esperança–Parte 2

Estes dias publiquei um email que recebi, e que no meu entendimento era um manifesto de quem havia perdido a esperança no Brasil (veja aqui).

Se você achou além da conta o manifesto, veja então este “abaixo assinado”… assusta ? Assusta ! Mais que a bandalheira das ruas ? Certamente ainda não…

Quem tiver qualquer informação sobre o tema, por favor compartilhe… Tive o cuidade de notar que o manifesto abaixo tem 1217 assinaturas.

Veja abaixo o texto que acompanha a petição via email, e o link para chegar a ela :

“A nossa petição tem como objetivo acordar os nossos militares, os nossos generais a dar um golpe de estado imediatamente, antes que seja tarde demais”, diz o http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N14172

Um comentário:

Marcos Ribeiro disse...

Caro Dalbi ,

Os manifestos são antigos (digamos pelo menos 10 anos , e não é mera coincidência).
O questionamento da Anistia ampla geral e irrestrita que foi promulgada e agora querem rasgar mais este contrato é provocação garantida.
Alguem recentemente disse (Gabeira ou outro ex alguma coisa) que quando esquerda se corrompe e faz tudo por dinheiro ela não é mais esquerda masa direita. Sim hoje o governo é de direita e com fortes tendências estatizantes , facistas e de centralização e perenização de poder .
Logo parece que as novas esquerdas do Brasil estão saindo da toca. Não vêem saída constitucional com um Congresso como está e sem perspectivas , uma oposição inepta,sem personalidade e sem quadros, um judiciário desafiado por um bando de bandidos condenados e o executivo se perdendo em utopias vencidas e obsoletas como se estivesses voltando a estudar economia em 1970 na escola estruturalista na qual o prorpio Mantega deve ter cabulado muitas aulas ... o brasileiro é povo cordato , subserviente e submisso mas pode ter limite !!
Vivi a virada de 64 com as donas de casa e muitos outros nas ruas batendo panelas . Bem diferente da Argentina subjugada de hoje !
Não concordo com o uso da força mas acho que até os acordos com traficantes do Rio indicam que a força está sendo usada e contra a população brasileira. Não defendo volta de militares mas defenderei sempre a possibilidade de qualquer um ir contra as forças que hoje desgovernam este país.
Como dizia Voltaire : " Não concordo com uma palavra do que dizeis mas defenderei até a morte o vosso direito de dizê-las !"
Abraços
Marcos