Pesquisar neste blog

sábado, 30 de julho de 2016

Inovar! .... Por que mesmo?

Eis que de repente, só falamos disto. Inovar.... Toda hora em qualquer assunto. No futebol uma jogada diferente, no trânsito um outro caminho, no restaurante um novo tempero, no cinema um efeito especial inesperado, nos negócios uma nova tecnologia, um novo produto, um novo jeito de produzir, tudo isto é inovação.
Tudo isto tem acontecido muito rápido. Bons exemplos estão por toda parte, mas não quero trazer os mesmos facebooks, celulares, googles, ubers, airbnbs e apples, quero propor que você pense na velocidade da mudança do mundo em primeira pessoa. Olhe como você se alimenta, como você faz compras, como você se diverte, como aprende, como você cuida da sua saúde, como cuida da sua família, como se comunica, como executa seu trabalho, como a informação chegava até você e como ela está chegando agora. Olhe tudo isto, olhe a sua volta, olhe o que você tem planejado para fazer, pense tudo isto 10 anos atrás...

Este é o tamanho da transformação.
Para as empresas, inovar será sobreviver, inovar significará fazer mais barato e mais rápido, ser claro, chegar a sabores e mercados não atingidos, ser admirado pelos consumidores.
Não poderemos mais pensar que uma boa ideia pode esperar, ou que algo seja bom demais que não possa ser melhorado, e a nós cabe escolher que papel queremos ter neste processo, se protagonistas, coadjuvantes ou espectadores.
O verdadeiro desafio da inovação não é tecnológico, não é de ideias ou de ambiente, é de comportamento, é de gente, é o de virar a chave do “não acredito nisto” ou “estes modismos não me pegam”, para a crença de que tudo o que fazemos pode ser feito melhor, com mais valor, com mais velocidade, com mais precisão, com mais alegria e motivação.  O futuro será das interações e realidades cada vez mais virtuais, mas o valor e o propósito real de tudo será humano, feito por pessoas para pessoas.

Inovar não é para gênios e loucos, inovar é para quem ama o que faz!!!

Um comentário:

Emilio Morales disse...

O exame de um possível alvo de uma fusão, aquisição, privatização u operação similar de finanças corporativas exige a manutenção de altos níveis de segurança para proteger documentos confidenciais e evitar possíveis atos de fraude. A fim de realizar tais operações com segurança a melhor solução será usar um servicio de sala de datos iDeals